voltar

Ford Emprega Pessoas Especialmente Treinadas para “Ouvir Motores” Assegurando que Cada Novo Ford Focus RS Está Perfeito

Existem outras disciplinas, como a prova de vinhos e a afinação de pianos, nas quais não existe substituto para os sentidos humanos, para garantir que os produtos cumprem com os testes de qualidade mais rigorosos. Agora podemos acrescentar a essa lista a produção de motores.

Num mundo em que a os testes de produtos são, cada vez mais, levados a cabo recorrendo a dispositivos de alta tecnologia, a Ford considera que para determinados testes nada supera um bom par de ouvidos para ajudar a garantir que o novo Focus RS alcança um desempenho óptimo.

Operários com um alto nível de preparação levam a cabo testes que confirmam o perfeito funcionamento do motor 2.3 EcoBoost de 350cv,antes da sua instalação nos Focus RS.

“Esta equipa sabe como soa um motor perfeitamente calibrado e sabe quais os pequenos sons que devem detectar para identificar um problema,” disse Gunnar Herrmann, vice-presidente de Qualidade, Ford Europa. “É como um médico que dispõe da mais avançada tecnologia de diagnóstico mas que continua a utilizar um estetoscópio para recolher sinais vitais para a saúde de um paciente.”

Os empregados da fábrica de produção da Ford de Valência, Espanha, aprendem a identificar falhas utilizando motores “defeituosos “especialmente preparados que destacam o som que eles necessitam detectar. Depois de vários meses de treino e supervisão, os elementos desta equipa estão qualificados para levar a efeito os testes intensivos de um minuto de duração numa das 18 cabinas insonorizadas situadas no final da linha de montagem.

Se os engenheiros ouvem algum ruído ou silvo, sons tipicamente associados com problemas como uma conduta de lubrificação bloqueada, ou um dente de engrenagem estragado, o motor é retirado para se efectuarem mais verificações e solucionar-se o problema. Deste modo, a qualidade do processo de produção pode ser melhorada de modo continuado.

A versão de 350 cv do motor EcoBoost 2.3 litros que equipa o novo Focus RS foi especialmente desenhado para garantir que o mais recente hot hatch da Ford alcance os 0-100km em 4,7 segundos e uma velocidade máxima de 266km/h.

Outros veículos que beneficiam do escrutínio dos especialistas em “ouvir motores” em Valência incluem o Focus ST, Galaxy, S-MAX e o Mondeo.

“A experiência de ouvir milhares de motores permite-nos perceber imediatamente quando algo não funciona na perfeição,” disse Juan Carlos Rosmari, técnico de qualidade na fábrica de motores de Valência. “Cada tipo de motor diferente tem o seu próprio som característico e ao ouvi-los nas cabinas de teste passamos a conhecer as suas particularidades, assim como os sinais que indicam um problema.”

A equipa que ouve motores testa por dia, entre todos os elementos, 2.000 unidades na fábrica de Valência. Preparar motores para os testes implica uma pausa natural entre cada sessão de testes de modo a permitir que os operários possam manter uma concentração total ao longo da jornada de trabalho.

Pode-se encontrar o toque pessoal noutros processos de qualidade da Ford como, por exemplo, nos mestres artesãos que verificam os acabamentos dos revestimentos interiores nos modelos Ford Vignale, ou nos técnicos altamente especializados que esculpem à mão as complexas formas em 3D dos novos modelos, nos estúdios de modelagem em barro da Ford.

“A perícia dos empregados da Ford, apoiados pela mais recente tecnologia, ajudam-nos a obter veículos de alta qualidade com um melhor desempenho, melhor aspecto e uma durabilidade excelente ao longo do seu ciclo de vida,” acrescentou Herrmann.

Pedir informações

Agende a sua visita à nossa oficina.

da maneira mais fácil

Agendar visita agora

Ofertas